Perpetuação

Art: Keith Salmon


Grave o som grave dos teus passos. Grave é a gravidade que os prendem, as gravilhas que os machucam. Não andes descalço nesse chão de gravetos, aniquilarás teus sonhos gravados algures em teu corpo garrido.

Grita à noite, dispersa os teus medos.
Aguilhotina na escuridão o som gutural da tua voz sangrando.
Guia-te pelo brilho apagado do meus olhos ao templo dos nossos desejos.

Deixa-te encharcar de sol enquanto gravas o grave som dos gravetos partindo sob seus pés em passos graves no chão dos meus restos. Perdura no efêmero som do estilhaçar o grave instante em que te perco.

Perfura o lençol de cetim que cobre-nos e deixa cair sobre nós o ar rarefeito da noite gravemente ferida.

Comentários