Na possibilidade do impossível recomponho meus sonhos
Com a previsão do imprevisível traço meus planos
Avistando o invisível reconstruo meus cenários
Segurando o impalpável me oriento no escuro
E com o som do silêncio componho minhas canções.

Comentários